Notícias


Tome contato com as ações desenvolvidas pela Fundação Logosófica em todo o país.

Para a Logosofia os pensamentos e sentimentos são agentes causais, determinantes, na vida do ser humano.

As manchetes e os fatos do dia a dia demonstram que o mundo assiste a um processo de decadência vivido pela sociedade atual. Para a Logosofia, essas ações são causadas por mentes que não pensam; que agem por instinto ou movidas por pensamentos negativos. A Ciência Logosófica, criada há 80 anos, proporciona que o conhecimento de si mesmo contribua para neutralizar essas deficiências humanas.
 
 Brasília, 20/7/2010 - “O que determina o comportamento de uma pessoa são os pensamentos que ela possui em sua mente. Daí a importância de conhecê-los e de saber como atuam na nossa mente, para poder neutralizar os negativos e substituí-los por outros que possam contribuir para elevar a vida do ser humano.” É o que define a docente e ex-reitora da Fundação Logosófica, Teresinha Contreira, ao comentar, com base nos estudos desta Ciência, atitudes de pessoas que põem em risco tudo o que construíram, por desvios de conduta; por desconhecerem suas próprias deficiências e propensões. O estudo das deficiências faz parte do método logosófico, praticado pelos estudantes de logosofia em mais de 13 países, além do Brasil, dos quais cerca de 3 mil virão a Brasília, entre os dias 13 e 15 de agosto, para o Congresso Internacional de Logosofia, no Centro de Convenções Ulisses Guimarães.
 
Contreira comenta que os apelos da vida moderna criam um ambiente propício à manifestação das deficiências, estimuladas pelos pensamentos negativos, e que é um pensamento dominante quem determina a conduta de uma pessoa; por isso, avaliá-los e descartar o que não é construtivo é uma das propostas da Logosofia.
 
Famosos - Na infância observam-se as propensões, as primeiras tendências, para o bem ou para o mal. É quando pais e professores devem estar atentos para corrigir e evitar que essas tendências se transformem em uma deficiência. A pedagogia logosófica, aplicada à infância, contribui para corrigir uma propensão na criança, o que pode prevenir que tal pensamento deficiente se instale definitivamente na mente, com projeções na vida do adulto. “Mas se esta propensão se torna uma deficiência, o adulto terá que querer vivenciar este processo de evolução consciente, para neutralizar a deficiência por meio da aplicação do método logosófico”. Não tem mágica, é um trabalho que se realiza e é preciso conhecer o método, aplicar, experimentar o que se estudou e estudar o que se está experimentando para ver qual foi o elemento que possibilitou o aperfeiçoamento da conduta e da vida – esclarece Teresinha.
 
Deficiências - As deficiências apontadas pela Logosofia associadas à vida contemporânea são mais de 40, de acordo com a ex-reitora. Muitas despontam com maior evidência no dia-a-dia, entre elas, a impaciência, a indiscrição e a intolerância.
 
A impaciência se vê a toda hora, especialmente em centros urbanos maiores e mais movimentados. No trânsito, especialmente, a impaciência é um problema. Costuma-se correr, voar e atribuir ao outro as responsabilidades para os próprios atrasos e, às vezes, desorganizações cotidianas. Na fila do banco, por exemplo, também se manifesta a impaciência diariamente. Teresinha observa que quando chegamos para fazer alguma operação, queremos que o caixa seja particular. “A gente, nem sempre externa, mas sempre pensa: ele tem que me atender, porque cheguei aqui e eu tenho pressa”, reforça.
 
A indiscrição é uma deficiência muito cultivada atualmente, enquanto que a discrição é tão importante para as pessoas gerirem suas vidas, estranha Contreiras. Ela exemplifica com o hábito rotineiro de ir ao salão de beleza. “A gente chega naquele ambiente, não conhece as pessoas, mas em um minuto parece estar íntima, ouvindo episódios de vida que não deveriam ser comentados à toa, para quem quiser ouvir, pois nem se sabe o uso que farão da informação”, ilustra.
 
Internet - Com a chegada da internet e seus recursos de difusão instantânea da informação, algumas pessoas se expõem por meio de blogs, sites de relacionamento, Twitter, Orkut, onde relatam o tempo todo o que estão fazendo naquele momento, sem reservas, numa exposição que pode se multiplicar. É a era da exposição associada à vaidade, assinala. Teresinha explica que a vaidade faz com que o ser humano seja intolerante com o outro, porque “se imagina perfeito”.
 
A terceira deficiência destacada por Teresinha Contreira é exatamente a intolerância. Na avaliação dela, a partir dos estudos de Logosofia, vem compreendendo como a intolerância desarmoniza e atrapalha a convivência entre as pessoas. Vem aprendendo também que não devemos conservar a tolerância exagerada, porque ela termina onde começa o abuso. Há limites. È necessário ter atenção, especialmente na relação entre pais e filhos, assinala ao comentar que “concordar com o erro não é ser tolerante é ser permissivo, condescendente”. A tolerância é inteligente, está ligada ao tempo e à paciência, frisa Teresinha.
 
Proposta – A ex-reitora e atual docente da Fundação Logosófica, explica que a Logosofia é uma Ciência com método e princípios próprios para levar o ser humano, a partir de sua própria realidade, a mudar, aplicando os ensinamentos à própria vida. “É curioso o fato de que na medida em que nos vamos conhecendo, passamos a entender o que acontece com o outro e adquirimos a capacidade de ajudar na tarefa de ser uma pessoa livre da influência das crenças, deficiências e preconceitos”.
 
Fundação - A Fundação Logosófica integra estudantes de diversas formações profissionais. São empresários, gestores de organizações públicas e privadas, educadores, universitários, profissionais liberais e outros de diferentes áreas, os quais buscam, no estudo da logosofia, um meio de aperfeiçoamento psicológico, ético, moral e espiritual. Criada em 1930, a Logosofia surgiu na Argentina por iniciativa do pensador e humanista Carlos Bernardo Gonzalez Pecotche que viveu até 1963.
 
Para estudar – A Fundação Logosófica é uma entidade sem fins lucrativos com objetivos exclusivamente educacionais, que visa promover o processo de superação integral do ser humano por meio de estudos sobre o seu sistema mental e sensível, procurando harmonizar a atuação dos pensamentos, da inteligência e da sensibilidade. Aberta a novos estudantes, a Fundação promove palestras periódicas e reuniões informativas gratuitas em suas sedes no Brasil e em todos os demais países. Com a comemoração dos 80 anos de Logosofia no mundo, palestras gratuitas serão realizadas em várias sedes no Brasil, durante o mês de agosto. Para acompanhar a programação das palestras, acesse o site: http://www.logosofia.org.br/cursos/default.aspx.
Cadastra-se Projeto Cultural